r.izze.nhas

Resenhas e aleatoriedades literárias.

Menu Close

A Distância Entre Nós, de Thrity Umbrigar

a-distancia-entre-nosEm Bombaim, na Índia, há duas mulheres cuja relação foge ao comum quando se fala de patroa e empregada. Bhima trabalha há anos na casa de Sera, e a história das duas é o enredo de A Distância Entre Nós, da jornalista Thrity Umbrigar. Sera é de uma família rica. Viúva, mora com a filha e o genro. Já Bhima sempre foi pobre, mas as complicações de sua vida a fizeram piorar essa condição. Agora, a preocupação com o rumo que Maya, sua neta, irá tomar preocupa essa senhora.

Bhima e Sera são muito amigas, comportamento nada usual entre empregados e patrões na Índia. Sera ajuda Bhima sempre que necessário, e até arca com os estudos de Maya. Já Bhima conforta Sera das dores que teve que passar e guarda seus segredos. Porém, mesmo com toda essa proximidade, há uma barreira cultural que separa as duas, fazendo com que a condição de serviçal sempre pese mais na balança. Assim, a vida das duas vai sendo contada, dividida entre o fascínio de uma pela outra e das diferenças que as afastam.

A história tem uma falta de problemática que não prende o leitor. Não há um fio que una o começo ao fim da história, que instigue o leitor a continuar a leitura, que o deixe curioso para ir virando as páginas. O problema da história é a própria vida das protagonistas e ele não tem solução. O livro contém apenas relatos da vida das duas mulheres, um emaranhado de frases repletas de flashbacks. É o passado das duas que dá alguma forma ao enredo, que explica, de certa forma, o seu relacionamento.

O foco da narração muda com freqüência, se alternando entre Bhima e Sera. Quando o relato se centra em uma, logo o tempo real fica de lado e o passado vem à tona. Isso pode deixar a leitura mais difícil, pois é necessária uma atenção redobrada para não se perder nas mudanças de foco e tempo. Sobre a linguagem utilizada no livro, é simples, com o uso de algumas expressões características que situam o leitor à cultura retratada. Por isso, é praticamente difícil não se lembrar de Caminho das Índias que, assistindo ou não, colocou algumas expressões indianas no vocabulário brasileiro.

Falando nisso, A Distância Entre Nós serve como um esclarecimento sobre a cultura desse país que entrou na vida dos brasileiros por conta da novela global. O livro mostra uma Índia moderna, com alguns costumes caindo por terra, enquanto o folhetim retrata um país mais atrasado culturalmente. Mesmo assim, muitas regras sociais continuam vigorando, e a trama pode ser vista como uma crítica da autora a esses costumes centenários que são vistos como inaceitáveis aqui no ocidente. Embora os esclarecimentos sobre a cultura indiana sejam interessantes, o livro deixou a desejar com o enredo.