TRES SOMBRAS-CAPA.inddQuando três sombras misteriosas surgem no horizonte, a vida de Louis, Lise e seu filho Joachim muda da alegria para o medo. Encapuzadas e de rostos obscurecidos, as sombras se tornam constantes, vigiando a rotina dessa família que antes era tão tranqüila e inocente, escondida pelas colinas de uma paisagem medieval. Uma vida invejável, onde pássaros cantam, rios correm limpos, frutas crescem saborosas e o único dever é aproveitar e preservar esse cotidiano. As sombras destroem essa vida, mas não diretamente. Elas agem pelo medo do desconhecido, e temendo que elas tenham aparecido para levar o pequeno Joachim, Louis parte com o filho para uma viagem por lugares tão diferentes de sua realidade pacata para tentar salvá-lo.

Essa é a história de Três Sombras, quadrinho do francês Cyril Pedrosa lançado esse ano aqui no Brasil pela Quadrinhos na Cia., com tradução de Carol Bensimon. Com traços bem movimentados em um desenho que lembra rabiscos, mas cheios de detalhes, Pedrosa criou uma fantasia que encanta e emociona ao mostrar um imenso amor pela família que leva pessoas simples a enfrentarem os mais diversos desafios para preservar sempre por perto aqueles que amam.

A jornada de Louis e Joachim passa pela travessia de grandes rios, cidades e nevascas onde não enfrentam apenas o medo pela aproximação das sombras, mas também a mesquinhez e imoralidade de uma sociedade que se importa apenas com seus bens e riquezas. De forma inteligente e sensível, Pedrosa monta o perfil de inocência e decência de Louis, um homem gentil com personalidade forte, que não tem medo de criticar as escolhas e comportamentos das pessoas que encontra durante sua fuga. O pequeno Joachim reflete o pai, mas mantém uma calma e serenidade que por vezes faltam à Louis.

Os perfis bem construídos mais os traços de Pedrosa fazem com que a história nem precise de muitas palavras em suas cenas. Assim, muitos quadros passam pelos olhos do leitor sem que ele precise ler uma linha, mas apenas observar as expressões e movimentos tão bem desenhados pelo autor.

Ao cruzar com Três Sombras, não fuja de sua leitura como Louis e Joachim fogem das três silhuetas que os perseguem. Encare as sombras, a vida pacata e as personagens que compõem essa fantasia em quadrinhos e você será contemplado com uma história linda sobre um amor que enfrenta perigos para preservar momentos alegres. Alguns prazeres, infelizmente são curtos, mas ler Três Sombras é um desses que podem ser repetidos incansavelmente.