ritos-de-passagemNumumba, Nolom, Kinemara e Gulungo são quatro adolescentes que vivem em um lugar inspirado na África, em uma época em que o mundo ainda era cheio de criaturas fantásticas e magia. A vida deles não é nada simples, como as provações que estão vindo pela frente vão lhes mostrar.

Numumba e Nolom, dois amigos de uma aldeia aos pés da Munda Central, são enxotados a toda hora pela comunidade. Numumba é filho do soldado mais fraco, seu trabalho é levar comida para os outros soldados, e gasta o resto do tempo sonhando ser um herói que destrói criaturas malignas que assombram a região. Nolom é escravo de um senhor gordo e sonolento, que tem a audácia de desejar ser, um dia, um grande contador de histórias e sábio. Kinemara é uma princesa, a mais mirrada e amedrontada da linhagem Kalumba, filhas da Primeira Mulher, e está temerosa com o seu futuro, em que terá de lutar contra suas próprias irmãs. E Gulungo é um escravo da cidade de Kinemara, um garoto que à princípio não deveria nem ter nome, quanto mais ser notado pelos outros – ou pela princesa.

Leia a resenha completa no Posfácio.