#publi

Uma pergunta recorrente que recebo é como enviar livros para editoras e ser publicado. Sem dúvida, todo autor estreante quer ver seu livro nas livrarias, mas a verdade é que isso não é fácil de conseguir. Muitos autores novos não sabem como abordar uma editora, mandando, por exemplo  obras de um gênero para casas editoriais com uma linha de publicação totalmente diferente. 

Na semana passada, o curso de extensão A Trajetória do Livro e da Ediçãodo qual participo –, promovido pela Unisinos, levou até os alunos os editores Paulo Lima, da L&PM, Tito Montenegro, da Arquipélago, e Carlos Gianotti, da editora da Editora Unisinos. Com conversa transmitida via webconferência – é um curso à distância –, eles foram questionados pelos alunos acerca das funções de um editor e, principalmente, sobre questões do mercado editorial, o principal assunto abordado no curso. Do que foi discutido nesse encontro, o que mais me chamou a atenção foi realmente a opinião dos editores sobre o livro digital e a importância da internet para a divulgação de lançamentos.

A Unisinos reabriu as inscrições para o curso A Trajetória do Livro e da Edição, que propõe mostrar e estudar todas as etapas pelas quais os livros passam até sua publicação. Dividido em 4 partes, o curso inicia no dia 13 de setembro e vai até 19 de novembro, são 45 horas de aula. “Ah, mas a Unisinos é láááá em São Leopoldo. Não posso fazer”. Errado! O curso é à distância, aberto para todas as pessoas! Os encontros acontecem através de chats e conferências pela internet.

Depois que a internet invadiu o cotidiano brasileiro, principalmente através das mídias sociais, as empresas não puderam ignorar esse fenômeno. Toda organização já tem o seu blog, ou pelo menos a maioria tem, pois essa é a forma mais “primitiva” de propagar conteúdo gratuíto sem muitas formalidades, e é tão eficaz quanto os mais recentes Twitter e Facebook. Mas nesse momento tão “virtual”, são poucas as editoras que fazem uso dos blogs para proporcionar aos seus leitores ainda mais informações sobre livros e autores que publica. Felizmente, isso está mudando.