Leitura da Semana: Os Filhos do Imperador (I)

os filhos do imperadorFinalmente terminei Londres, e logo a resenha dele estará por aqui. Então, o livro da vez é Os Filhos do Imperador, de Claire Messud, de 478 páginas. Ambientado na Nova York pré-11 de setembro, o livro é sobre três amigos que, aos 30 anos de idade, estão insatisfeitos com sua vida amorosa/carreira/vida. Os três jornalistas (uma escritora, um resenhista e uma produtora de documentários) querem ser notáveis, mas encontram certas dificuldades.

Danielle é uma produtora talentosa, mas não fez um documentário cujo tema a interessasse. Marina está para terminar um livro, que vem adiando há anos. Julius só quer encontrar o namorado, mas sabe-se lá porque esconde seu novo romance das amigas. Essa é só uma apresentação rápida do que o livro fala.

Até agora (li até a página 173), estou gostando, mas achei ele meio abrupto no começo. Não há uma apresentação da trama, vamos assim dizer. Ele simplesmente começa, lança ao leitor suas personagens e seus problemas. Umas 50 páginas depois você já se vê familiarizado à todos, aí sim se aproveita mais o livro. Por enquanto, as dúvidas tratadas nele são praticamente as mesmas que eu tenho, então estou me identificando com quase todas as pessoas dele.

Por enquanto só não gostei de uma coisa: a sinopse dizia que o livro era, no mínimo, cômico, mas não dei sequer uma risada ainda. Veremos.