Leituras da Semana: Crime na Feira do Livro, Crime e Castigo e Graduado em Marginalidade

Para compensar a overdose de vampiros que tive nas duas últimas semana, mudei para um tema totalmente diferente. Começando a semana então, a leitura é (foi) Crime na Feira do Livro, do autor gaúcho Tailor Diniz, Crime e Castigo, clássico da literatura de Fiodor Dostoiévski e ainda Graduado em Marginalidade, de Sacolinha. Só na bandidagem.

Ontem terminei Crime na Feira do Livro, publicado pela editora Dublinense. Teria acabado a leitura antes, não fosse a minha dor nos olhos que os deixaram fechados o final de semana inteiro. A obra relata um assassinato fictício ocorrido em plena inauguração da Feira do Livro de Porto Alegre. O crime chama a atenção do detetive Walter Jacquet, de férias na cidade, que estava próximo do local onde o livreiro Adavilson Doceiro levou dois tiros. A forma como o crime ocorreu e a investigação mal conduzida pela delegada Florença Flores chamam a atenção de Jacquet, que não consegue se manter fora do caso. Por conta própria, ele decide descobrir quem realmente matou Adavilson.

Assim como Um Terrorista no Pampa, primeiro livro que li de Tailor Diniz, Crime na Feira do Livro é uma leitura agradável e rápida. O que mais gostei nela foi reconhecer todos os locais narrados por Tailor, e ver uma história, mesmo que fictícia, se passar em um evento e lugar que realmente conheço. A resenha provavelmente vai ser publicada na semana que vem, então aguardem.

Crime e Castigo eu comecei por conta de um plano: paralelo às leituras para as resenhas, quero ler os clássicos da literatura. Então comecei ontem um livro que sei que vai demorar tanto pela densidade quanto pelo tempo que vou dedicar a ele. Mas acho que só assim mesmo para conseguir ler os livros da Clássicos Abril Coleções que estou comprando. A história, para quem não sabe, é sobre um estudante que, após cometer um assassinato,  é atormentado pelo arrependimento e culpa. Não tenho muito o que dizer até agora, só consegui ler o primeiro capítulo (também tenho que dormir, né). Mas tenho a sensação de que irei gostar, pois o tema me interessa muito.

E por último, candidato a próxima resenha, finalmente leio Graduado em Marginalidade, livro que estava a meses encalhado em cima da minha mesa. Ainda não comecei a ler essa edição publicada ano passado pela Confraria do Vento, mas antes da aula de hoje já dou o pontapé inicial. A personagem principal do livro é um homem que se vê rodeado de tragédias ao perder parentes e amigos para o crime. Após ser detido, a sua raiva se liberta e se agrava ainda mais. Não faço ideia de como vai ser essa leitura, mas como sou otimista com os livros, espero encontrar uma boa crítica social nele.

Então é isso. Parece que a cada semana to lendo mais coisas, o que não é nada ruim. Boa leitura para todos!