Leitura da Semana: Cor de Maravilha

Pois bem, a semana começou tranquilíssima para mim tratando-se de leitura (só de leitura). Finalizei O Livro do Cemitério no fim de semana e adiantei bastante a leitura de Crime e Castigo nos últimos dois dias, tanto que logo passo para o segundo volume. E iniciei ontem mais um livro da editora Dublinense, dessa vez deixando a fantasia e os romances de lado e caindo nos poemas. Sim, poesia!

Acho que a maioria que lê o blog sabe que poesia não é o meu forte. Tenho problemas em entender seu significado, acho subjetivo e “viajante” demais. Simplesmente os poemas não me tocam, bem o contrário do que se propõem a fazer. Porém, isso está sendo diferente com Cor de Maravilha, de Maria Joaquina Carbunck Schissi. O que pensar de um livro com tal título, capa bonitinha e de poemas? Pois é, eu pensei em algo mulherzinha demais, romântico ao extremo, mas é bem o contrário.

Os poemas são curtos em sua maioria e diretos, nada daquele estilo  que te deixa confuso não importa quantas vezes leia e releia o texto. E falam sobre ódio, dor, inveja e outros sentimentos nada felizes e saudosos. Eu teria matado o livro ontem mesmo no trem se não tivesse ficado meio tonta – tenho alguns problemas com ler em movimento e de barriga vazia -, mas já passei da metade e hoje, se bobear, já finalizo.

A resenha de Cor de Maravilha sai semana que vem. Boa leitura a todos, e não deixem de participar do primeiro sorteio da Promoção de Aniversário da Izze!