“Como tu consegue ler tantos livros?

Sempre me perguntam como eu arranjo tempo para ler tanto, sendo que eu estudo e trabalho 6 horas por dia.  E foie ssa uma pergunta feita no Twitter mais uma vez essa semana, o que me inspirou a fazer esse texto. Tenho uma média, mais ou menos, de um livro por semana, às vezes mais, e realmente até eu me surpreendo com o tanto que consigo ler. Logo, percebo que o que eu faço para manter um ritmo bom de leitura é aproveitar cada minutinho livre que tenho, mas sem comprometer outras coisas que gosto de fazer, claro. Sempre tenho uma meta de leitura a atingir, e me esforço pra conseguir. Então vamos ver como é que você pode aproveitar o tempo para ler mais.

A Feanari já tinha feito no Blablablá Aleatório um post muito bacana intitulado Leia um livro por semana. Ela encontrou um texto bem bom na internet de um cara explicando o que fazer para conseguir atingir essa meta: estipular um número de páginas diárias, aproveitar o tempo, respeitar essas regras auto-impostas. Não precisa começar logo com 50 páginas por dia, 10 já resolvem, tu consegue ler tranquilo se teu tempo é curto. E tambem não precisa pegar só livros estilo “bíblia” para ler, os pequenos não devem ser menosprezados, e podem ser até melhores que os tomos de 700 páginas.

Agora, se o objetivo é mais que 10 páginas por semana, se afundar mesmo na leitura, aproveitar cada minuto livre é essencial. Se você anda bastante de ônibus e trem, não tem lugar melhor para ler, sem falar que é super eficiente pra te desligar do povo estranho que habita o transporte público. Por exemplo: levo uns 45 minutos de trem no trajeto da minha casa até o trabalho (moro em São Leopoldo, trabalho em Porto Alegre). Nesse tempo, aproveito para ler, e dependendo do ritmo do livro, já vão umas 20 páginas. Como tenho aula à noite, acabo indo do trabalho direto pra universidade, o que me faz chegar umas duas horas antes da aula começar. Se você faz isso também (seja por causa de tempo ou dinheiro, porque a passagem do ônibus ta cara pra caramba), nada melhor que dividir esse tempo entre leitura de entretenimento e estudo.

Quando estou em casa, geralmente estou lendo. Não deixo TV, internet e outras tarefas de lado por conta disso, consigo tranquila acompanhar o Twitter, os fóruns, os papos no MSN com a leitura. Afinal, tem gente que demora para responder as mensagens, né. Aproveitar esse “delay” já garante algumas páginas lidas também. Mas essa dica só vale para quem não tem problemas com dar atenção à várias coisas ao mesmo tempo.

E, de todos os momentos propícios para a leitura, antes de dormir é o melhor. Desligar tudo e ler um capítulo antes de cair no sono rende bastante (e às vezes até te ajuda a dormir). Não faz mal algum ficar acordado meia horinha a mais para conseguir atingir a meta de leitura diária. E se você está com problemas para dormir, nada melhor do que um bom livro para ocupar o tempo até o sono chegar.

São várias as coisas que você pode fazer para melhorar o ritmo de leitura. Mas a verdade é que se a pessoa está mesmo querendo ler mais, ela vai encontrar tempo para fazer isso. Não adianta nada se matar para terminar um livro quando se quer apenas aumentar um dígito na lista de obras lidas. Nada da história vai ser aproveitada desse jeito. E como diz aquele post lá da Feanari, se o livro não está agradando, se a leitura empaca e fica difícil – e chata – não há problema em abandoná-la. Ler deve ser algo prazeroso, e não um martírio.

Então é isso. Não há muito segredo no meu método de leitura. Isso que eu faço pode ser adaptado ao ritmo de cada um, e se você se empenhar mesmo nisso, é certo que conseguirá ler mais. E, claro, boa sorte e boa leitura!