Leitura da Semana: O Último Olimpiano

O Leitura da Semana tá sendo algo simbólico nesses últimos dias. Ando lendo mais de um livro por semana e, da última postagem para cá, li dois e nem comentei. Um deles foi Sob o Céu de Agosto, cuja resenha já está no ar desde segunda-feira, e o outro O Palácio de Inverno, de John Boyne, que vou publicar a resenha amanhã. Livros muito bons, por sinal, o que colaboraram por lê-los em um tempo tão curto. O livro “eleito” da semana, então, foi O Último Olimpiano, de Rick Riordan, finaleira da série Percy Jackson e os Olimpianos.

Acho que alguns de vocês já perceberam que eu sou bem relapsa com séries. Dessas que são “a moda da vez” nem se fala. Li Crepúsculo, Para Sempre e Diários do Vampiro totalmente fora da ordem, e com Percy Jackson não foi diferente. Semestre passado li o primeiro livro, O Ladrão de Raios, e agora cai em minhas mãos o lançamento da editora Intrínseca, sem eu ter lido os três livros que estão entre o primeiro e o último. Como entender a história, então?

O Último Olimpiano fecha a série com a grande batalha dos deuses contra Cronos, o titã que busca se vingar do Olimpo desde que foi preso nas profundesas do Tártaro. A profecia sobre o destino de Percy Jackson, prestes a completar 16 anos, foi revelada, e depende dele a existência de todo o mundo Ocidental. Ou seja: tem muita luta, correria, monstros e afins.

O que está sendo mais “estranho” para mim no momento é vizualizar Percy. Não vi seu crescimento durante a trama, e na minha cabeça ele ainda tem a aparência de um garoto de 13 anos. Fica difícil vê-lo saindo com uma garota, encabulado com Annabeth, mais rápido e forte e, claro, mais alto. Mas isso é algo com o qual espero me acostumar conforme o livro avança.

E também comecei a ler (na semana passada) Madame Bovary, de Gustave Flaubert, da Clássicos Abril Coleções. Terminei Crime e Castigo – espero escrever algo sobre em breve – e vou dar continuidade à leitura dos grandes clássicos literários. Aproveitando também o Clube de Leitura do Meia Palavra, que vai se ocupar com esse livro durante o mês de setembro. Fica aí a dica de uma discussão boa para participar.

Então é isso! Espero não demorar tanto na leitura de O Último Olimpiano tanto quanto demorei com O Ladrão de Raios. Boa leitura pra todos!