Não tem como escapar das retrospectivas quando o fim do ano se aproxima. Reavaliamos tudo o que fizemos durante o ano, lembramos das conquistas e eventuais derrotas, atribuímos notas e qualidades pelos 12 últimos meses que vivemos. Como leitora, não poderia deixar de rever tudo o que li em 2010 e fazer aquela listinha dos melhores. Foram muitos livros lidos (mais de 80), um recorde não planejado, e muitas coisas novas entraram para a lista.  Por isso, resolvi colocar aqui os cinco livros que li e mais gostei esse ano.

Riqueza e materialismo fazem parte da vida de alguns jovens em qualquer parte do mundo. Filhos de pessoas de respeito e com uma conta bancária recheada, são adolescentes que estudam em escolas particulares, saem quase todas as noites para festas, consomem o que querem e vivem uma vida que chamamos de fútil. Geralmente, eles tem um futuro brilhante traçado passo a passo. Porém, um ou outro às vezes joga esse futuro em um abismo, onde a riqueza até pode dar uma mão, mas não vai impedir que suas vidas fiquem marcadas pela exposição que tiveram. São jovens assim que encontramos em Aconteceu em Blackrock, do irlandês Kevin Power.