A grande sensação hoje é ser imortal. E ao ter vida eterna, é pré-requisito viver um amor que também ultrapasse as barreiras do tempo. A leva de livros que falam de seres sobrenaturais que possuem índole impecável e coração maior que tudo só faz com que se pense em uma coisa: contos de fada. Livros como Crepúsculo, Diários do Vampiro, Sussurro e Lua Azul, da série Os Imortais escrita por Alyson Noel, são a Cinderela, a Branca de Neve e A Bela Adormecida da modernidade. Tudo porque falam de amores incríveis que duram para sempre.

Nesses tempos onde vampiros brilham no sol, ou moram em Dallas e bebem sangue sintético, ou então estudam em escolas especiais para imortais, uma história envolvendo outros seres que não sejam os dentuços chega com certo alívio. Finalmente alguém mudou o foco dos vampiros para alguma outra coisa tão interessante quanto. Contudo, a essência não muda: são romances repletos de paixões adolescentes avassaladoras que não trazem nada mais ao leitor além de uma empolgante história de amor. Sussurro, da americana Becca Fitzpatrick, mantém esse rumo na sua trama que troca vampiros por anjos caídos.