O mundo literário teve a chance de apreciar mais uma obra daquele que chocou ao narrar em um livro um caso de pedofilia. Lolita fez do russo Vladimir Nabokov um dos maiores autores do século XX, surpreendendo não só pelo seu enredo perturbador, mas pela maestria com a qual ele o montou. Os agradecimentos vão para Véra, sua esposa, que o impediu de queimar Lolita. Agora outra obra foge do destino que o autor lhe concedeu, e desobedecendo às ordens dadas por seu pai, Dmitri Nabokov publica seu último romance, O original de Laura. Atrás de dinheiro ou não, Dmitri fez bem, ressaltando que uma história merece ser lida mesmo sem estar pronta.