Drauzio Varella é um nome bem conhecido de todos. Se não pelo livro Estação Carandiru, que originou o cultuado filme, é pelas suas séries sobre saúde transmitidas pela Rede Globo no Fantástico. De alguma forma, você já teve contato com o trabalho dele. No meu caso, tive apenas com as matérias na Globo mesmo, nem ao menos cheguei a ver Carandiru. Mas agora li as crônicas que o médico/escritor escreve para o jornal Folha de S. Paulo, um trabalho de 10 anos publicado no livro A Teoria das Janelas Quebradas, pela Companhia das Letras.