Sim, bolsa, e não livro. Tudo começou com esse post no blog da L&PM: Natalie Portman usando um livro/bolsa na estreia de Cisne Negro. O maior charme, muito glamour, um objeto que uma pessoa amante de livros (e de bolsas) amou na hora – oi. Mas daí é difícil conseguir um desses, até porque pagar uns mil euros está totalmente fora de cogitação. Então a Diana falou no Twitter que tinha comprado uma bolsa nesse estilo no site Etsy, que pelo que entendi é um lugar onde pessoas vendem as coisinhas que fazem. Porém, a vendedora com quem ela comprou não fazia mais, então fiquei fuçando a lista de bolsas, que são muito fofas. Até que cheguei nessas aqui.

Já falei antes sobre como/onde leio, uma espécie de post explicativo para quem sempre me perguntava como consigo ler tantos livros. E olha que tem gente que lê mais! Agora que o Alessandro Martins, do Livros e Afins, propôs uma “blogagem coletiva” para responder à pergunta “por que eu gosto de ler livros?” eu resolvi responder. Mas antes disso, eu mesma tive que parar para pensar por quê eu leio livros. Por que não assisto filmes, séries, novelas ou jogo World of Warcraft (pra esse último dizem que a resposta é “ter uma vida”)?

No meio literário, uma das discussões em maior evidência é sobre o que acontecerá com o livro. Nunca se produziu e vendeu tanto, e ainda entram no mercado novas tecnologias de leitura que prometem mudar o cenário literário. Aqui no Brasil, o mercado editorial baseado na digitalização ainda está engatinhando, mas nos Estados Unidos esse é um tema discutido há muito tempo, e os números só apontam para o crescimento do consumo de e-books e e-readers. A Questão dos Livros (Companhia das Letras), do historiador Robert Darnton, faz justamente essas reflexões, mas por um olhar acadêmico. Nessa reunião de ensaios e artigos, o autor fala de questões relacionadas ao presente, passado e futuro do livro e, principalmente, das digitalizações de obras promovidas pelo Google.

Sempre me perguntam como eu arranjo tempo para ler tanto, sendo que eu estudo e trabalho 6 horas por dia.  E foie ssa uma pergunta feita no Twitter mais uma vez essa semana, o que me inspirou a fazer esse texto. Tenho uma média, mais ou menos, de um livro por semana, às vezes mais, e realmente até eu me surpreendo com o tanto que consigo ler. Logo, percebo que o que eu faço para manter um ritmo bom de leitura é aproveitar cada minutinho livre que tenho, mas sem comprometer outras coisas que gosto de fazer, claro. Sempre tenho uma meta de leitura a atingir, e me esforço pra conseguir. Então vamos ver como é que você pode aproveitar o tempo para ler mais.

A Unisinos reabriu as inscrições para o curso A Trajetória do Livro e da Edição, que propõe mostrar e estudar todas as etapas pelas quais os livros passam até sua publicação. Dividido em 4 partes, o curso inicia no dia 13 de setembro e vai até 19 de novembro, são 45 horas de aula. “Ah, mas a Unisinos é láááá em São Leopoldo. Não posso fazer”. Errado! O curso é à distância, aberto para todas as pessoas! Os encontros acontecem através de chats e conferências pela internet.

E toda sexta-feira de julho é dia de promoção no r.izze.nhas. Por que? Porque é o mês da Promoção de Aniversário da Izze! Já foram sorteados dois livros, Eu Mato, que vai para São Paulo morar na casa da Lia Costa, e Como Treinar o Seu Dragão, que já está na prateleira do Vinícius Balan. E o sorteio de agora é da continuação da aventura de Cressida Cowell, Como Ser um Pirata. Mais um livro supimpa da Intrínseca que figura entre os melhores da editora.

E a Promoção de Aniversário da Izze, que dá presentes ao invés de ganhar tem seu primeiro ganhador! Para lembrar, durante o mês de julho o r.izze.nhas vai sortear um livro por semana, os que eu considero os melhores da editora Intrínseca, parceira do blog. Serão quatro sorteios e começamos, então, com Como Treinar o Seu Dragão, de Cressida Cowell. Ainda está por vir o sorteio do segundo livro da série viking, Como Ser um Pirata, e os thrillers Eu Mato e Uma Crença Silenciosa em Anjos. Tudo para comemorar meu aniversário e, ao mesmo tempo, agradecer aos leitores do blog!

Julho é um mês bem especial, pelo menos para mim. É um mês frio, perfeito para ficar em casa enrolada em um cobertor lendo um livro. E é o mês em que nasci. Então, para comemorar meu aniversário, que é no dia 25, vou dar uma de hobbit: ao invés de receber presentes, vou dá-los! Claro que não tenho condições de fazer uma festa à lá Bilbo Bolseiro e presentear todos os leitores, infelizmente. Mas um pouco dá para fazer. Então, durante o mês de julho, o blog r.izze.nhas sorteia um livro por semana!