No ano de 1911 a França viveu dias de assombro: sua mais valiosa obra de arte havia sumido. A italiana Mona Lisa, que até então “morava” no museu do Louvre, foi levada debaixo dos olhos de todos. Durante dois anos ela ficou assim, desaparecida, e não havia pista alguma que levasse até ela. Os detalhes desse maior roubo de arte da história estão em Roubaram a Mona Lisa!, um relato envolvente de R. A. Scotti.