Para quem já leu os divertidos romances policiais de Tailor Diniz, entrar em contato com os sete contos de Transversais do Tempo vai ser motivo de estranhamento. A narração leve e descontraída do autor gaúcho dá lugar à textos densos com uma carga extra de tragédia. Em 2007, recebeu o Prêmio Açorianos de Literatura de melhor livro de contos e também foi premiado pela Associação Gaúcha de Escritores. E não é por menos. Apesar da grande diferença entres seus romances, Transversais do Tempo, em edição da Bertrand Brasil, merece igualmente ser lido.

O romance policial de Tailor Diniz não fica apenas no mistério. Em poucas, mas boas páginas, o escritor gaúcho mistura humor e crítica em narrativas que encantam por retratar de forma tão natural o cotidiano do Rio Grande do Sul. Assim como em Um Terrorista no Pampa, o leitor que já vivenciou a vida calma do interior se identificou totalmente com a pequena cidade de Passo da Barca. Agora, porto-alegrenses e pessoas que passam os dias na capital gaúcha também vão se ver na literatura em Crime na Feira do Livro, recém lançado pela editora Dublinense.

tailor-dinizUm Terrorista no Pampa, do escritor gaúcho Tailor Diniz, conta uma história permeada de mau-entendidos. Homero Mergé, morador de Passo da Barca, está cheio de dívidas. Para pagá-las, vai aos EUA tentar fechar um negócio com churrascarias de Nova York. Porém, o ingênuo passo barquense desanima diante de toda a burocracia que o impede de fornecer carne aos estabelecimentos. Desiludido, Homero vê em uma tragédia a chance de mudar sua vida.