Desde 1 de janeiro do ano passado, a Língua Portuguesa está unificada. Ou melhor, desde 2009 estão tentando unificá-la. Nesta data, entrou em vigor o Novo Acordo Ortográfico, que visa igualar a escrita do português em países que falam o idioma. Acentos foram removidos, assim como hífens, formando palavras visivelmente estranhas, mas sonoramente as mesmas de sempre. Muitos foram contra, pensando na dificuldade em se adaptar às novas regras – que já eram complicadas de aprender antes. Mas não teve jeito: a escrita mudou, e temos mais algum tempo até o “antigo” modelo ortográfico ser completamente deixado de lado.

O mundo vai acabar em 2012. Dizem isso há centenas de anos, mas com a aproximação da data, cada vez mais se fala do fatídico dia 21 de dezembro de 2012. Ela está errada. O fim do mundo vai acontecer depois disso. Infelizmente, não muito depois: 31 de julho de 2013, às 13h13. Análises de antigas escrituras de vários povos apontam para esse dia, inclusive o Maia, que com uma nova tradução teve a data alterada. Como sei? Porque recebi Cartas do Fim do Mundo.